O sândalo perfuma o machado que o feriu

O sândalo é uma madeira aromática, originária da Índia. Produz excelente madeira para esculturas e óleos aromatizantes. Por causa dessa especial qualidade, é bastante conhecido e motivou o ditado: “O Sândalo perfuma o machado que o feriu”.


Creio que todos temos parte sândalo e parte machado. O sândalo sabe que perfumou o machado? E o machado sabe que feriu o sândalo? Eles apenas agem da forma como são, e expõem, sem medo algum, aquilo que trazem dentro de si, a sua essência. É próprio de o sândalo perfumar, e é próprio do machado cortar. Cada um se doa conforme sua natureza, sem pensar, sem medir… Apenas sendo o que são. O machado não tem consciência do perfume que recebeu do sândalo, nem tampouco da ferida que lhe abriu. Ele apenas foi verdadeiro naquilo que é. E o sândalo não sabe que perfumou o machado, apenas doou seu perfume, porque lhe é natural dividir e exalar sua essência.

Mas, e nós? Seres dotados de consciência? Quanto trazemos de sândalo e quanto trazemos de machado? O que existe em nossa essência? Ferimos por prazer, conscientes do que fazemos, muitas vezes. Outras vezes, perfumamos por perfumar, apenas pra manter nossas aparências! Quanto somos capazes de perfumar apenas pra fazer vingança, ferir fingindo inocência?

É importante refletir muito para evitar a ferida. E podemos ferir quando agimos como machado, porque podemos machucar bruscamente, e podemos ferir quando agimos como sândalo, porque podemos machucar fazendo mal uso de uma determinada situação.

Mas também podemos perfumar quem nos fere, agindo com a alma! Podemos ser perfumados e perceber que erramos quando ferimos e fomos perfumados pela alma do outro. Precisamos ter consciência da mágoa, para evitá-la. Precisamos ter consciência da alegria, para propagá-la. Precisamos ter consciência da nossa verdadeira essência, o Amor, para vivenciá-lo!

Qual nossa maneira natural de ser? Machado ou Sândalo? Perfumamos ou ferimos? Creio que façamos as duas coisas, mas podemos nos esforçar por fazer apenas o que for melhor e consciente. Evitar a ferida da mágoa e espalhar o aroma do perdão! Evitar a ferida da guerra e espalhar o aroma da Paz! Evitar a ferida do descaso e espalhar o aroma da atenção! Evitar a ferida da falsidade e espalhar o aroma da verdade! Evitar a ferida do ódio e espalhar o aroma do AMOR!

E assim, quando feridos possamos perfumar. Quando perfumados possamos partilhar também o nosso perfume! Não sou Sândalo nem sou Machado, sou apenas o que sou, um ser humano com esperanças, idéias, certezas, desejos, vontade, amor, paciência, compaixão… Enfim, sou apenas um ser humano que reflete a vida a partir das coisas simples que a Vida nos oferece.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s