De que adianta…

De que adianta o sol sem o brilho dos teus olhos

A iluminar meus caminhos mais escuros

De que adianta o sol sem o calor do teu corpo

A me aquecer nos dias mais frios e solitários

 

De que vale o céu sem o azul dos teus olhos

Para trazer a paz celestial que só você me traz

De que vale as rotações e translações da terra

Sem o teu sorriso o meu mundo permanece inerte

 

De que vale as nuvens, as estrelas e tudo mais

Se toda a beleza do mundo encontro em você

Se meu universo está na luz do teu olhar

Anúncios

Ah! Tolo Coração

Ah! tolo coração que se apaixona sem querer

E se machuca mais sem querer ainda

 

Ah! Tolo coração que teimas em não agir com a razão

Apaixonando-se desenfreadamente

Quase sempre pela pessoa errada

Machucando-se mais ainda no fim

 

Ah! Tolo coração

Que teimas tanto em sofrer, lutar

Mesmo sabendo que no final

Dificilmente vencerás

 

Mas de tanto sofrer e lutar

Quem sabe um dia aprenderá

E nesse dia você e razão serão apenas um

Assim com Eu e Ela

 

Poeticamente falando

Poeticamente falando seria meus dias Versos

Os Anos vividos Estrofes

E toda minha vida parte de um enredo maior

Um Romance em busca da tão almeja felicidade…

Se assim for não preciso ir longe pra encontrá-la

Pois tudo que preciso está no brilho dos teus olhos

 

por Alberis Fernandes Publicado em Poesia Com as etiquetas